12 de Junho de 2020 | Postagem realizada por : Funcional Fit Pilates

Como melhorar sua libido?

Você sabia que a atividade física ajuda a melhorar a libido?

Por Ariane Russo Fisioterapeuta Crefito3/86118-F

 Founder e CEO Funcional Fit Pilates

Como melhorar sua libido?


A prática de exercício físico proporciona inúmeros benefícios entre os quais a diminuição do risco de doenças cardiovasculares, controlo do peso corporal, combate ao stress e depressões, e é também um fator de grande influência da libido. A libido, definida como um desejo ou impulso sexual de um homem ou mulher é fundamental para o bem-estar sexual do ser humano e continuar com a geração familiar.

De acordo com inúmeros estudos e especialistas, praticar atividades físicas regularmente beneficia a vida sexual. Exercícios físicos contribuem para uma melhora na circulação sanguínea, o que pode até ajudar a prevenir problemas de ereção em homens e aumentar a fertilidade feminina. Essas atividades também promovem a liberação de substâncias que deixam as pessoas mais animadas e mexem com a libido, além de poderem, dependendo do objetivo que a pessoa tem ao praticá-las, melhorar a autoestima, deixando-as confortáveis com o próprio corpo e, consequentemente, melhorando o desempenho delas na cama.

 

O exercício físico desencadeia a liberação de endorfinas, também conhecidas como o hormônio do bem-estar (da felicidade), e ainda testosterona, um dos mais potentes afrodisíacos naturais.

“O grande segredo é que tanto nos homens como nas mulheres a prática de atividade física regular aumenta a perfusão sanguínea nos órgãos genitais, bem como em outras áreas de maior sensibilidade ao prazer o que mais uma vez ajuda no aumento do desejo sexual.”

O QUE PIORA?

stress grave ou prolongado provoca alterações psicológicas, físicas, mentais e hormonais, o que em muitas pessoas acaba por desencadear depressão especialmente nas mulheres (96%) e provocam algum tipo de disfunção sexual como a diminuição da libido.

Deve-se evitar o excesso da atividade com alto impacto e cargas, pois se esse limite corporal é excedido, a musculatura da região do períneo fica fatigada e perde sua eficácia, principalmente se não tiver sido preparada com um trabalho prévio de fortalecimento, o qual favorece a incontinência urinaria, e diminuindo a eficácia da elasticidade dessa musculatura, o qual diminui a força e consequentemente o prazer pela pratica. Por isso a importância de fazer exercícios para tonificar essa região do períneo.

Além disso, o esforço extremo pode fazer com que a hipófise – glândula do cérebro – não funcione direito, baixando os níveis de testosterona e estrogênio (hormônios relacionados à atividade sexual).

É comum que, após a prática de exercícios físicos, as pessoas se sintam mais enérgicas, mas, em excesso, ela pode causar exaustão e se sintam cansadas demais para deixar o clima esquentar.

 

O QUE MELHORA:

No entanto, o exercício físico melhora significativamente a função sexual de mulheres com sintomas de depressão principalmente se for praticado antes do ato sexual, produzindo um grande aumento na libido, melhorando o ato sexual e a incidência de orgasmos. “Nossas atividades priorizamos musculaturas que fortalecem o core e tonificam a área perianal (vagina, pénis, ânus e períneo, que é o espaço entre o ânus e o órgão sexual), as coxas e os glúteos, além de melhorar toda estrutura estética e consequentemente a auto estima”. Mas o importante é encontrar alguma que você se habitue em frequentar.

O Pilates se destaca por revelar um fator chave para a atividade sexual prazerosa ao tonificar os músculos da região abdominal e área pélvica, conferindo ainda maior grau de flexibilidade na zona da cintura e coxas. O Pilates permite ainda a consciencialização corporal e capacidade de concentração. A Atividade aeróbica melhora a circulação sanguínea e a irrigação dos órgãos sexuais. E a atividade de alto impacto em excesso prejudica a libido e aumenta a chance de desenvolver incontinência urinaria. Simples Assim! Bora praticar alguma dessas?

Deixe o seu comentário